Faça uma cotação!

Cancelar a proteção do meu veículo agora é uma boa ideia?

Cancelar a proteção do seu veículo para economizar parece ser uma opção interessante durante a pandemia, mas vamos lhe apresentar algumas informações que talvez faça com que você mude de ideia.

Nas primeiras semanas da quarentena o índice de acidentes, furtos e roubos caíram bastante. Contudo, em abril, as estatísticas voltaram ao cenário anterior à pandemia.

Segundo o Summit Mobilidade Urbana 2020, o número de acidentes de trânsito teve uma redução drástica durante o período de quarentena no país. Com a diminuição do fluxo de veículos nas ruas os eventos/sinistros diminuíram entre 22% e 50% em cidades brasileiras, comparando-se com os dados obtidos no mesmo período no ano de 2019. Até o mês de abril, segundo o Dia Online, a PRF registrava uma redução de quase 25% dos acidentes de trânsito no estado de Goiás. Mas quando mudamos o foco do assunto para furtos e roubos, a coisa não é tão bonita.

Informações obtidas através de uma pesquisa feita com empresas de rastreadores de veículos o número de roubo de veículos tem aumentado. Nas duas últimas semanas do mês de março de 2020 (15 a 28) comparando-se com as duas primeiras semanas (1 a 14), as ocorrências registradas para furto e roubo de carros, picapes e SUV's no país cresceram em quase 15%. E dessa porcentagem a maioria são casos de furto, onde veículo é levado sem que o dono perceba (ou seja, nos momentos em que deixamos o veículo estacionado na rua ou mesmo guardados na garagem).

Concluímos que mesmo com a baixa dos acidentes de transito, o índice de furto e roubo cresceu durante a quarentena. E pensando assim, deixar o seu veículo desprotegido não é nem um pouco econômico. O valor pago para a proteção do seu veículo é bem menor que o valor que você irá pagar caso seja furtado ou roubado.

Garanta a proteção do seu bem! Afinal só você sabe o que foi preciso para adquirir.

#MovimentoMaisBrasil #JuntosPodemosMAIS

148 visualizações
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter

POR CATEGORIAS

POR MÊS

​© 2020 Movimento Mais Brasil. Todos os direitos reservados.